London Riots – Medidas Preventivas

A cinco minutos de casa no dia 10 de Agosto de 2011 pode-se ver claramente uma das medidas preventivas adoptada por algumas lojas. Os disturbios felizmente nao chegaram aqui mas já diz o ditado que mais vale prevenir do que remediar. Agora é esperar que as cenas dos últimos dias nao se voltem a repetir.

“é facil viver em londres?”

Alguém chegou aqui ao blog com esta pergunta. E pus-me a pensar no assunto. Depois de 3 anos a viver em Londres eu diria que viver aqui é fácil. Se se tiver a sorte de ter emprego e de encontrar uma casa decente, Londres é um sítio onde se pode viver sem grandes complicacoes. Nem é preciso ter carro como em Portugal já que o sistema de transportes aqui funciona bem melhor. Tem a desvantagem do clima nao ser grande coisa (está a chover em Julho) e de nao se estar perto de uma praia decente. Mas por outro lado ganha-se o suficiente para viajar regularmente.

Emprestar Dinheiro

Estou longe da minha família e amigos, partilho casa com estranhos, nao tenho carro, animais de estimacao nem filhos. E isto tudo para poder ser independente financeiramente. 
Em Portugal vejo as pessoas a viverem com o que nao teem e depois chega a um ponto em que o dinheiro nao estica mais. E a única solucao passa por pedir ajuda monetária a família, amigos ou conhecidos. Depois aqueles que como eu nao sabem dizer nao e teem as financas controladas ajudam e emprestam dinheiro para arranjar o carro de outra pessoa. E ficam a espera que um dia esse dinheiro seja devolvido.
Passados 6 meses, questionei-me se nao estaria na hora de voltar a ver o dinheiro que emprestei, isto depois de nenhuma informacao de quando iria ver o dinheiro de volta na minha conta. Pediram-me para esperar mais um pouco. Passaram 9 meses. Tentaram fazer-me sentir mal por querer o meu dinheiro de volta. Vou ter de esperar mais uns tempos.
Chego a conclusao que sou parva e tenho de aprender a dizer “Nao”.

Telemóvel

Se fico sem bateria fico irrequieta, penso logo que me vai acontecer alguma coisa que nao posso resolver sem o telemóvel, que me vao tentar ligar e que vao ficar preocupados por nao “estar ligada”!

Já vivi tantos anos sem telemóvel, que dependencia mais parva! Já nao sei viver desligada do Mundo!